Início » Consultas e Procedimentos » Mastopexia pelo SUS – Como fazer a cirurgia de redução de mama de graça

Mastopexia pelo SUS – Como fazer a cirurgia de redução de mama de graça

Nem todo mundo sabe, mas é possível conseguir uma cirurgia de Mastopexia pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Nesta matéria do SUS Online, você vai descobrir como funciona a mastopexia, quais são os requisitos para ela, quem tem direito de conseguir a cirurgia pelo SUS e muito mais!

Portanto, se você sofre com o caimento dos seios, não deixe de ler esta matéria e de correr atrás de uma cirurgia de mastopexia pela rede pública de saúde, não pagando absolutamente nada por ela.

O que é mastopexia?

A mastopexia, também conhecida como lifting de mama, é a cirurgia plástica responsável pelo levantamento dos seios, que acabam naturalmente caindo ao longo dos anos ou então devido a situações como o uso de anticoncepcionais orais, gravidez, amamentação, perda de peso e menopausa.

A mastopexia serve justamente para reposicionar os seios numa posição mais elevada através de uma cirurgia simples, que acaba com a flacidez dos seios, ou então através da inserção de uma prótese de tamanho médio ou grande. O método escolhido pelo cirurgião dependerá do tamanho do seios (mulheres com seios pequenos muitas vezes aproveitam a cirurgia de mastopexia para colocar silicone) e de condições específicas de cada paciente.

Durante a cirurgia, os tecidos mamários são removidos ou reposicionados, assim como a própria aréola. Como toda cirurgia, a mastopexia deixa uma cicatriz, que tende a se tornar imperceptível caso o procedimento seja feito corretamente e a paciente siga as orientações corretas no pós-operatório (como evitar esforços físicos, utilizar sutiã modelador, massagear os seios algumas vezes por dia etc).

Requisitos para a cirurgia

Mastopexia pelo SUS – Como fazer a cirurgia de redução de mama de graça (Imagem: JAFAR AHMED/Unsplash)
Mastopexia pelo SUS – Como fazer a cirurgia de redução de mama de graça (Imagem: JAFAR AHMED/Unsplash)

Para fazer a cirurgia de mastopexia, é preciso que a mulher esteja fisicamente saudável. Além disso, é preciso que ela esteja ciente de que a cirurgia pode não resolver completamente o problema, especialmente em casos muito graves.

Durante as consultas preliminares, o cirurgião avaliará se a mastopexia é ou não indicada para a atual condição da paciente. Fatores como o alongamento e a flacidez dos seios, o posicionamento dos mamilos abaixo do sulco da mama, mamilos e aréolas apontando para baixo, acúmulo de pele flácida e aréolas alargadas, desequilíbrio na altura das mamas etc. são alguns dos fatores que o médico levará em consideração.

Porém, como explicaremos mais adiante, nem todas as mulheres com alguns dos problemas acima estão aptas à cirurgia de mastopexia pelo SUS.

⚠️ SURPREENDA-SE SABENDO ISSO ⤵️

Silicone pelo SUS? ? [Sabia que tem como colocar de maneira gratuita?]

Quem tem direito à cirurgia de mastopexia pelo SUS

Para fazer a cirurgia de mastopexia pelo SUS, é preciso comprovar necessidade médica. Ou seja, se você está querendo fazer a cirurgia plástica apenas por questões estéticas, dificilmente você conseguirá aprovação pelo SUS, precisando recorrer a cirurgiões plásticos que atendam na rede privada de saúde.

Algumas das situações que se enquadram em “necessidade médica” e que podem favorecer a realização de uma mastopexia pelo SUS são:

  • Problemas de mobilidade;
  • Dores nas costas e no pescoço;
  • Desvio na coluna;
  • Problemas de autoestima.

É preciso que estas condições (problema de mobilidade e dor nas costas, por exemplo) estejam relacionadas diretamente com o caimento do seio.

Além disso, problemas de autoestima são levados em consideração na hora da aprovação de uma mastopexia pelo SUS. Ou seja, se o caimento dos seus seios está abalando o seu emocional/psicológico por afetar diretamente a sua autoestima, você também pode tentar conseguir a cirurgia pela rede pública de saúde.

Como solicitar a cirurgia de mastopexia pelo SUS

Se você deseja solicitar uma cirurgia de mastopexia pelo SUS, o primeiro passo é ir até o Posto de Saúde mais próximo de sua residência, no qual você está cadastrado, e marcar uma consulta com um dos médicos disponíveis na unidade com o seu Cartão SUS e documentos de identidade em mãos.

Durante a consulta, explique a sua condição para o médico, deixando claro como o caimento dos seios afeta diretamente a sua autoestima e a sua qualidade de vida. Você muito provavelmente será encaminhado para uma avaliação clínica prévia com um cirurgião plástico, que avaliará sua situação e decidirá qual o procedimento mais indicado para o seu caso.

Tenha em mente, porém, que, se o seu caso não envolver uma situação de risco e de emergência, a fila de espera tanto para a avaliação clínica quanto para a cirurgia, em si, pode demorar bastante tempo para avançar.

Onde é feita a cirurgia?

Cirurgias plásticas pelo SUS geralmente são realizadas em hospitais-escolas, hospitais públicos, universitários ou então em clínicas particulares. A cirurgia de mastopexia muitas vezes pode ser ambulatorial, o que significa que a paciente pode receber alta hospitalar no mesmo dia.

A duração de uma mastopexia varia de três a quatro horas e envolve frequentemente apenas uma anestesia local com sedação. Em alguns casos, uma anestesia geral ou peridural pode ser indicada caso o cirurgião julgue necessário.

Quanto custa uma cirurgia de mastopexia na rede privada?

Caso você não consiga a cirurgia de mastopexia pelo SUS, você sempre poderá recorrer à rede privada. Nesse caso, porém, ela não é gratuita. Os valores variam bastante, podendo ir de R$ 15.000 a R$ 20.000.

Riscos da cirurgia de mastopexia

A mastopexia é uma cirurgia considerada simples e raramente traz complicações graves para a paciente. Porém, caso não feita corretamente (ou caso a paciente não siga as orientações médicas no pós-operatório), os seguintes problemas podem surgir no local:

  • Hematomas;
  • Seromas;
  • Infecção (que pode resultar na perda da prótese);
  • Necrose da pele e da aréola;
  • Deiscência de pontos;
  • Mal posicionamento das próteses etc.

Para avaliar o risco da cirurgia de mastopexia para a sua situação, converse com o médico durante a avaliação clínica. Para aliviar os riscos, siga corretamente as orientações dadas pelo cirurgião plástico.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Comente